Relatos - A Coisa Que Ri - Occultacast

BUSCAR
Ir para o conteúdo

Menu principal:

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
POR QUASE 25 ANOS EU PENSEI QUE O QUE ACONTECEU COMIGO EU ACHEI QUE ERA SONHO OU ALGUMA COISA QUE EU IMAGINEI TER VISTO. MAS DEPOIS DE TER LIDO TANTOS ENCONTROS PARECIDOS NESTA PÁGINA E EM OUTRAS, EU TENHO CERTEZA DE QUE FOI REAL.

NUMA NOITE QUANDO EU TINHA 16 ANOS, EU TINHA IDO DORMIR BEM TARDE POR CAUSA DE UM TRABALHO DA ESCOLA. POR VOLTA DAS 2:00 DA MANHÃ EU FUI ACORDADO COM ALGUÉM ME CUTUCANDO O OMBRO. EU PODIA SENTIR A MÃO BATENDO RÁPIDO E GENTILMENTE NO MEU OMBRO, E LEMBRO DE TER VISTO O BRAÇO E A MÃO SE AFASTAREM DE MIM QUANDO EU ABRI OS OLHOS.

O QUARTO ESTAVA ESCURO, MAS TINHA LUZ O SUFICIENTE VINDO DA JANELA PARA EU CONSEGUIR VER QUE A MINHA IRMÃ MAIS NOVA ESTAVA DE PÉ DO LADO DA CAMA. AINDA MEIO GROGUE, EU PERGUNTEI O QUE ELA QUERIA. FOI AI QUE EU VI QUE O ROSTO NÃO ERA DELA. O CABEÇA TINHA UM BRILHO FRACO, E ERA MEIO AMARRONZADA, TINHA A APARÊNCIA DE UMA MEXERICA SEM CASCA E SECA.

EU OLHEI DIRETO PARA A CARA E LEMBRO QUE OS OLHOS ERAM DOIS BURACOS NEGROS. ELE NÃO TINHA OLHOS APENAS DOIS GRANDES BURACOS NEGROS. O CORPO ERA NORMAL, MAS TINHA O MESMO BRILHO QUE A CABEÇA TINHA. ELE PARECIA ESTAR VESTIDO COMO UNS TRAPOS MEIO AMARRONZADOS. ELE CERCA DE 1M DE ALTURA.

A ESSA HORA EU JÁ ESTAVA BERRANDO FEITO LOUCO. EU SOU UM CARA BEM GRANDINHO, ENTÃO EU RARAMENTE ME SINTO AMEAÇADO E COM MEDO DE ALGO, MAS NAQUELA NOITE EU DESCOBRI O QUE ERA O TERROR. A "COISA" JOGOU A CABEÇA PARA TRÁS, ESCANCAROU A BOCA E RIU. NENHUM SOM SAIU DELA, MAS DAVA PARA VER FISICAMENTE QUE ELE ESTAVA RINDO DE MIM. EU SENTEI NA CAMA E TENTEI ALCANÇAR O INTERRUPTOR DO ABAJUR, SEM NUNCA TIRAR OS OLHOS DAQUELA COISA. ENQUANTO EU TENTAVA LIGAR A LÂMPADA, "AQUILO" CONTINUAVA RINDO E COMEÇOU A ANDAR NA DIREÇÃO DO PÉ DA MINHA CAMA, COMO SE QUISESSE DAR A VOLTA NELA. ELE APONTOU O DEDO PARA MIM DE NOVO E JOGOU A CABEÇA PARA TRÁS, ENQUANTO GARGALHAVA NOVAMENTE. ASSIM QUE ELE ALCANÇOU O PÉ DA CAMA, EU CONSEGUI LIGAR O ABAJUR. A "COISA" SIMPLESMENTE SUMIU QUANDO A LUZ FRACA INUNDOU O QUARTO.

EU CONTINUEI BERRANDO HISTERICAMENTE ATÉ QUE O MEU PAI VEIO CORRENDO VER O QUE ESTAVA ACONTECENDO. ELE FALOU QUE EU TINHA SONHADO COM TUDO, RIU E ME FALOU PARA ME ACALMAR E IR DORMIR. É, ATE PARECE. EU FIQUEI ACORDADO O RESTO DA NOITE.

EU NUCA CHEGUEI A VER AQUILO DE NOVO, NEM SEI PORQUE ALGUM FANTASMA IA QUERER ESTAR NAQUELA CASA, JÁ QUE A MINHA FAMÍLIA TINHA COMPRADO ELA NOVA QUATRO ANOS ANTES, E NADA TINHA SIDO CONSTRUÍDO LÁ ANTES. UMA PARTE DE MIM ADORARIA SABER O QUE REALMENTE ACONTECEU LÁ NAQUELA NOITE OU O QUE ERA AQUILO. A OUTRA PARTE, NO ENTANTO, AINDA ESTÁ APAVORADA COM O QUE ACONTECEU.

DIEGO - SP - SÃO PAULO
 
 
 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal